QUEM SOU

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
MA FERREIRA, mulher, mãe, esposa, pedagoga por formaçao, ceramista de coração. Amante da vida e das artes. Acredito que somos a mudança que queremos no mundo. Sou uma pessoa que acredita nas pessoas e na construção de um mundo melhor. Acredito que cada pessoa está onde deveria estar. Acredito que estamos na terra para evoluir. Acredito que o ser é muito melhor que o ter. Acredito numa força divina. DEUS!!!

Seguidores

BLOGS QUE PARTICIPO

  • www.mdfbf.blogspot.com
  • www.ceramicaconteporaneabrasileira.blogspot.com
  • contato: mdfbf@uol.com.br

segunda-feira, 11 de abril de 2011

IMPERFEITO/PERFEITO


apaga a luz
antes do amanhecer
Um vagalume

Alice Ruiz


Amigos, vou compartilhar com voces algumas histórias bacanas que aconteceram neste tempo em que
me encantei com a cerâmica.
Todo final de ano eu convido meus amigos para virem a minha casa. Nesta data minha casa inteira fica com ceramicas expostas. Amigos trazem amigos. Sempre fico conhecendo pessoas interessantes. É mais nesta época, de natal, que comercializo algumas das minhas peças.
Pois bem.. Ano passado um amiga veio acompanhada da mãe. Uma senhora encantadora. Da minha parte foi amor a primeira vista.
Foi uma tarde das mais gostosas. Rimos muito por conta de um panetone que eu tinha prometido dar de presente a uma amiga que comprou uma panetoneira, e na hora de embrulhar, esqueci o panetone.
Esta senhora, mãe da minha amiga, comprou varias peças para dar de presente. E comprou uma em especial. Me disse: Esta é especial. Esta é minha. Eu disse a ela que havia achado isto bacana.
Ai ela me confidenciou: Perdi meu esposo a dois anos. Deste la, a vida ficou sem sentido pra mim. Me falta algo. Ainda não superei a perda. E em todo esse tempo eu não comprei mais nada para mim. Esta é o primeiro presente que eu me compro, desde a morte do meu esposo.
Meu coração encheu-se de alegria. Não pela venda da peça
nem por vaidade. Mas pelo efeito que esta peça produziu naquela senhorinha tão encantadora.
Ela recuperou sua auto estima...talvez tenha saido do luto naquele dia.
Nada na vida acontece por acaso. O universo se encarrega de encaixar as coisas, quando há amor, sintonia, enfim.... É o que minha crença diz.

Tenho muitos "casos". De vez enquando vou postar algum aqui no meu blog.

Ma Ferreira

Ps.: A relação do titulo da peça com ela em si, tem a ver com a queima. Deveria ter sido queimada numa temperatura mais alta. O esmalte não fundiu totalmente. Na época eu ia fazer
outra queima, mas achei o efeito tão bonito que deixei.

Hoje esta peça esta enfeitando o jardim da casa de alguém que não conheço. Pra se sincera, eu preferia que ela estivessse enfeitando o interior da casa. Mas a casa não é minha. Quem sou eu para escolher o lugar onde uma peça que não é mais minha deve ser colocada? Amor de mãe.