QUEM SOU

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
MA FERREIRA, mulher, mãe, esposa, pedagoga por formaçao, ceramista de coração. Amante da vida e das artes. Acredito que somos a mudança que queremos no mundo. Sou uma pessoa que acredita nas pessoas e na construção de um mundo melhor. Acredito que cada pessoa está onde deveria estar. Acredito que estamos na terra para evoluir. Acredito que o ser é muito melhor que o ter. Acredito numa força divina. DEUS!!!

Seguidores

BLOGS QUE PARTICIPO

  • www.mdfbf.blogspot.com
  • www.ceramicaconteporaneabrasileira.blogspot.com
  • contato: mdfbf@uol.com.br

terça-feira, 7 de junho de 2011

O PESCADOR DE ILUSÕES

Peça em argila branca ( faiança ) Na pintura usei vários esmaltes da Mayco.
clique na imagem para ve-la ampliada.






PRA QUE?


Um homem muito rico resolveu viajar. Pegou seu iate e saiu pelo mundo. Certo dia, chegou a uma ilha maravilhosa, cheia de riachos, de água cristalina e de cachoeiras. Tinha também muitos tipos de árvores frutíferas e muitos peixes. O homem rico começou a andar pela ilha e encontrou um caboclo deitado numa rede, olhando para aquele mar muito azul. Chegou bem perto do caboclo e puxou conversa:

– Muito bonito tudo por aqui…

– É… – disse o caboclo, sem tirar os olhos daquele mar.

– Tem muito peixe nesse mar?

– É só jogar a rede e você pega quantos quiser.

– Por que você não pesca bastante?

– Para quê?

– Ora, você pega um montão de peixes e vende.

– Para quê?

– Com o dinheiro desses peixes, você compra uma canoa maior, vai mais no fundo e pega mais peixe ainda.

– Para quê?

– Com o dinheiro, você compra mais um barco, pega mais peixe e ganha mais dinheiro.

– Para quê?

– Você vai juntando cada vez mais dinheiro, compra cada vez mais barcos, até chegar um dia em que você terá uma indústria de pesca.

– Para quê?

– Ora, homem, você será um homem poderoso, um homem rico, terá tudo que quiser, tudo o que sonhar, poderá comprar um iate como o meu, poderá comprar uma ilha como esta e, então, ficar o resto da vida descansando, sem preocupações…

– E o que é que eu estou fazendo agora?

Texto tirado do site gambare.uol.com.br
por Redação Gambare!


Gambere!!

Quem me disse a primeira vez esta linda palavra foi a minha querida Amiga Acácia Azevedo.
Acácia é uma dessa pessoas que a gente gosta de ter por perto pela pessoa e pela artista. Acácia não é só o nome dela, ela é a própria Flor. O blog dela também de ceramica: http://acaciaazevedo.blogspot.com Eu recomendo. Vale a pena vocês conhecerem o trabalho da Acácia.


Gambere é comum no cotidiano dos japoneses, ela resume a mensagem de demonstração de apoio, de solidariedade e de esforço daqueles que compartilham os mesmos momentos. É como se você estivesse desejando ao outro:

“Força!”, “Coragem!”, “Avante!”, “Firme!”, “Tenha garra!”, “Estou com você!”

GAMBERE!!

Ma Ferreira